A Maconha no Suporte de Tratamento Médico: Uma Opção Promissora

12 de junho de 2024

Hoje, no CannaID, estamos animados para explorar o suporte da Cannabis no Tratamento Médico. A Cannabis tem adquirido um novo e promissor papel no âmbito da medicina. Com um aumento considerável de pesquisas científicas revelando suas propriedades terapêuticas, o emprego da maconha para fins medicinais está revolucionando o panorama da saúde. A aceitação e a regulamentação desse vegetal para propósitos médicos têm fornecido esperança a numerosos pacientes que buscam alívio para condições crônicas e incapacitantes.

A aplicação da maconha no tratamento médico não é algo inédito. Civilizações antigas, como os chineses e egípcios, já utilizavam a planta para tratar uma variedade de doenças. No entanto, foi apenas nas últimas décadas que a ciência moderna começou a decifrar os mecanismos bioquímicos por trás de seus efeitos terapêuticos. Componentes como o canabidiol (CBD) e o tetraidrocanabinol (THC) são os mais investigados, cada um proporcionando benefícios distintos e complementares para a saúde. Confira o texto a seguir para compreender mais sobre o assunto:

O que é a Cannabis Medicinal?

A Cannabis Medicinal refere-se à utilização da planta Cannabis sativa ou seus derivados para tratamentos terapêuticos de condições médicas específicas. Esta forma de maconha é empregada para aliviar sintomas e melhorar a qualidade de vida de pacientes que sofrem de uma variedade de condições médicas, incluindo dor crônica, epilepsia, distúrbios do sono, ansiedade, entre outras. Os principais componentes químicos da maconha que possuem propriedades medicinais são o tetraidrocanabinol (THC) e o canabidiol (CBD).

O CBD, em particular, tem se mostrado eficaz no tratamento de uma ampla gama de condições. Estudos demonstram que ele possui propriedades anti-inflamatórias, anticonvulsivantes, ansiolíticas e neuroprotetoras. Pacientes com epilepsia resistente a medicamentos tradicionais, por exemplo, têm encontrado no CBD uma solução eficaz para reduzir a frequência e a intensidade das crises. Além disso, pessoas com ansiedade, depressão e distúrbios do sono também relatam melhorias significativas ao utilizar produtos à base de CBD.

Por outro lado, o THC, apesar de sua fama pelos efeitos psicoativos, também apresenta benefícios medicinais valiosos. Ele é particularmente eficaz no manejo da dor crônica, náuseas e perda de apetite, sintomas comuns em pacientes submetidos a tratamentos como a quimioterapia. Além disso, o THC tem mostrado potencial no alívio de espasmos musculares e na melhora da qualidade de vida de pessoas com esclerose múltipla.

Quais são os tipos de Cannabis Medicinal?

Existem diversos tipos de cannabis medicinal, que variam de acordo com a composição química e os efeitos desejados para o tratamento de condições específicas. Os principais tipos de cannabis medicinal incluem:

Cannabis com alto teor de THC: Este tipo de cannabis é conhecido por seu alto teor de tetraidrocanabinol (THC), o composto responsável pelos efeitos psicoativos da maconha. É frequentemente utilizado para tratar dor crônica, náuseas, perda de apetite e distúrbios do sono.

Cannabis com alto teor de CBD: Esta variedade possui um alto teor de canabidiol (CBD), um composto não psicoativo da maconha. É amplamente utilizada para tratar convulsões, epilepsia, ansiedade, depressão, inflamação e distúrbios do sono, entre outras condições.

Cannabis com equilíbrio entre THC e CBD: Algumas variedades de cannabis possuem uma proporção equilibrada de THC e CBD. Este tipo é utilizado para aproveitar os benefícios terapêuticos de ambos os compostos, proporcionando alívio da dor, redução da inflamação, controle de convulsões e melhoria do humor, entre outros efeitos.

Cannabis com outros canabinoides e terpenos: Além do THC e do CBD, a cannabis contém uma variedade de outros canabinoides e terpenos, que também podem ter efeitos terapêuticos. Por exemplo, o cannabigerol (CBG) e o tetra-hidrocannabivarina (THCV) são alguns dos outros canabinoides presentes na planta, cada um com potenciais benefícios medicinais. Os terpenos são compostos aromáticos que podem influenciar os efeitos da cannabis, proporcionando alívio do estresse, relaxamento muscular e outros benefícios.

Esses são apenas alguns exemplos dos tipos de cannabis medicinal disponíveis, e a escolha do tipo mais adequado depende das necessidades individuais do paciente e das condições médicas a serem tratadas.

Como a Cannabis está associada ao tratamento médico?

A Cannabis está associada ao tratamento médico principalmente por meio de seus compostos químicos, como o THC (tetraidrocanabinol) e o CBD (canabidiol), que têm demonstrado propriedades terapêuticas em uma variedade de condições de saúde. O uso medicinal da maconha remonta a milênios, com evidências históricas de seu uso por várias culturas antigas para tratar uma ampla gama de doenças. Atualmente, a pesquisa científica tem se concentrado em compreender os mecanismos pelos quais os componentes da maconha interagem com o corpo humano e como podem ser aplicados no tratamento de doenças.

O THC é conhecido por seus efeitos psicoativos, mas também possui propriedades analgésicas, anti-inflamatórias e antieméticas, tornando-o útil no tratamento da dor crônica, náuseas e perda de apetite em pacientes com câncer e HIV/AIDS, por exemplo. Por outro lado, o CBD não produz efeitos psicoativos significativos e tem demonstrado eficácia no controle de convulsões em pacientes com epilepsia refratária, no alívio da ansiedade e depressão, na redução da inflamação e na melhoria do sono.

A utilização da maconha para fins terapêuticos pode ocorrer de diversas formas, incluindo o uso de extratos concentrados, como óleos e tinturas, a administração de medicamentos padronizados derivados da planta e até mesmo o uso da planta in natura em algumas circunstâncias. No entanto, é importante ressaltar que a eficácia e segurança do uso da maconha medicinal devem ser cuidadosamente avaliadas por profissionais de saúde qualificados, levando em consideração o perfil individual de cada paciente e as evidências científicas disponíveis.

Como o CannaID pode te ajudar nessa jornada?

A  jornada para tratar com cannabis medicinal pode ser complexa, especialmente quando se trata de conformidade legal e segurança no transporte da medicação. O CannaID está aqui para simplificar essa jornada. Oferecendo um cartão que serve como prova legal de autorização pela ANVISA, o CannaID assegura que você possa transportar sua medicação sem enfrentar problemas legais. Esse cartão não só facilita a obtenção da medicação, como também conecta sua prescrição à rede de farmácias autorizadas, garantindo que seu tratamento esteja sempre ao alcance de suas mãos.